A água é MUITO mais importante do que pensa!

Neste verão esteja MUITO atento aos sinais de desidratação!

O fenómeno da desidratação ocorre mais vezes do que pensamos e tem consequências reais!

 

O facto do organismo humano ser constituído por cerca de 80% de água revela como é fundamental mantê-lo constantemente hidratado. Essa água que compõe o organismo garante que o mesmo funciona o mais eficientemente possível, transportando nutrientes e hormonas vitais para onde são necessárias, revestindo as articulações, regulando a temperatura interna do corpo e lubrificando os globos oculares.

 

A necessidade de hidratação do organismo humano varia ao longo do nosso ciclo de vida e, com o processo de envelhecimento, a sensação de sede diminui, enquanto que as necessidades de hidratação se mantêm. A quantidade total de água no organismo também é menor em virtude da perda de massa muscular.

Em suma, continuamos a necessitar de ingerir a mesma (ou mais) água mas não temos o “alerta” da sede, o que costuma resultar num desequilíbrio geral no organismo.

 

Se não beber água ou SE BEBER POUCA, não será coincidência se o seu raciocínio se tornar mais lento, se sentir tonturas e fraqueza e poderá, eventualmente, desenvolver uma menor tolerância à dor. Vários estudos já demonstraram que os cérebros dos indivíduos desidratados mostraram requerer mais oxigénio para concluírem qualquer tarefa física ou intelectual, comparativamente a quem se mantinha hidratado. Em idosos a desidratação aumenta o risco de várias condições como:

 

– Infecções urinárias,

– Insuficiência renal,

– Hipertermia (temperaturas elevadas),

– Maior risco de quedas,

– Confusão mental,

– Dificuldade em engolir (disfagia),

– Náuseas e delírios.

O nosso conselho:

Beber água sem ter sede é um bom hábito para manter o seu corpo hidratado.

BEBA ÁGUA, PELA SUA SAÚDE!