O exercício físico ajuda a diminuir a depressão?

O exercício pode ajudar a diminuir os sintomas de depressão através da redução da inflamação. A inflamação tem sido reconhecida como um potencial contribuidor do desenvolvimento da depressão. Isto sugere que as terapias anti-inflamatórias, como o exercício físico, podem ser efetivas na prevenção e manutenção dos sintomas depressivos. Sabe-se que o exercício aeróbico reduz a depressão e a ansiedade. No entanto, a intensidade recomendada na prática do exercício físico está, ainda, pouco estudada.

Qual deverá ser a intensidade do seu treino se está a combater a depressão?

Um estudo observacional recente, elaborado com estudantes universitários sedentários (população em que o risco de desenvolver depressão é mais elevado) examinou o efeito de dois tipos de treino na depressão e inflamação.

O estudo observou os estudantes durante 6 semanas, em treino de intensidade intervalado, em treino contínuo moderado e um grupo sem exercício. Verificou-se o efeito dos diferentes treinos na depressão, ansiedade e stress percebido através do processo inflamatório. Estes causam alterações de comportamento que se revelam em sintomas de depressão major, incluindo a anedonia (perda da capacidade de sentir prazer), baixa de atividade e isolamento social.

O treino com intensidade moderada foi o que apresentou melhores resultados – diminuição dos sintomas depressivos e dos processos inflamatórios. O treino de alta intensidade diminuiu os sintomas de depressão, mas aumentou os processos inflamatórios – aumentando as perceções de ansiedade e stress. Os indivíduos que não praticaram exercício físico aumentaram os níveis depressivos, indicando que a diminuição da saúde mental pode ser muito rápida, quando expostos a situações de stress.

O exercício físico é assim uma ferramenta efetiva na gestão dos sintomas e na promoção da saúde mental.

Recomenda-se a prática de treino com intensidade moderada, em indivíduos em constante stress e pressão!

Se ainda não pratica exercício físico, esteja atento aos sinais do seu corpo e inverta a direção da sua saúde mental. O exercício físico tem uma forte influência no tratamento da depressão, ansiedade e stress. Não se esqueça que estes são só mais alguns dos inúmeros benefícios que o exercício físico tem, por isso, não há motivos para não praticar!

Atenção! No caso de ter alguma condição de saúde específica que cause limitações, fale com o seu médico ou profissional de saúde especializado. Saiba que é possível adaptar o exercício físico e que é benéfico para todos!

Entre em contacto connosco.